Desafios do Brasil Atual

Lincoln Penna*

O IBEP realizou o segundo ciclo de seminários desde a sua reorganização em 2019, quando do primeiro ciclo que contou com o apoio da Fundação Friedrich Ebert.

Nesse ano de 2020, com a pandemia, o Ciclo Desafios do Brasil Atual ocorreu remotamente como não poderia deixar de ser.

E esteve organizado em três partes. Na primeira, dia 28 de setembro, discutiu-se a questão do Desmonte do Estado Nacional Brasileiro, com a mediação do Secretário Geral do IBEP, Lincoln Penna e tendo como palestrantes os professores Américo Freire (FGV/RJ) e Francisco Carlos Teixeira da Silva (UFRJ). O diagnóstico a respeito das
investidas contra o Estado Nacional foram objeto de debate e a necessidade de se fortalecer a resistência das forças democráticas diante dessas tentativas de privatização do patrimônio nacional.
Em seguida, quinze dias depois, 12 de outubro, realizou-se o segundo seminário com o tema Eleições Municipais: Federalismo e autonomia. Contamos com a participação na mediação da jornalista e historiadora Maria Luiza Bessa e dos professores Sulamis Dain (UERJ) e Floriano José Godinho (UERJ), que discorreram sobre a questão da autonomia dos entes federativos numa República cuja relação com esses representantes do federalismo brasileiro encontra problemas que foram examinados pelos palestrantes.

Por fim, no último dia 26 de outubro, o tema abordado foi A Pandemia e as desigualdades sociais. Dele participaram como mediador e também palestrante o médico e pesquisador José Noronha (Fiocruz) e o médico e pesquisador Reinaldo Guimaraes (Fiocruz). Tratou-se na oportunidade de várias e importantes aspectos da incidência da atual pandemia no Brasil e no mundo, destacando-se especialmente o panorama do Brasil em face do acentuado nível de desigualdade social a afetar preferencialmente as camadas mais pobres. Mas ressaltou-se no debate a importância do
SUS e a perspectiva das vacinas muitas delas em fase ainda de testes conclusivos.
O IBEP renova o agradecimento a todos e todas que participaram de alguma forma na organização e acompanhamento dessa programação, cuja avaliação foi, sem dúvida, plenamente satisfatória.

*Secretário Geral do IBEP

Veja outras notícias
Opinião
Menu