Painel de notícias

  1. Home
  2. Artigo
  3. ESTADOS UNIDOS

ESTADOS UNIDOS

Ceci Juruá*

Estou entendendo que o abandono da indústria nos USA decorre do funcionamento das
próprias leis do mercado. Do mercado capitalista sob hegemonia norte-americana.
1-Os grandes patrões, as pessoas situadas nos principais polos de acumulação financeira,
romperam com o fordismo nos anos 1970 (sistema no qual crescem lucros e salários ao
mesmo tempo, o que Implica um permanente aumento do mercado interno).
2-Contudo, na segunda metade dos anos 1970 tudo mudou por lá. As taxas de juros
retomaram tendência de elevação, implicando maiores lucros financeiros nas aplicações dos
recursos obtidos, em parte, com a aplicação dos saldos financeiros vinculados ao aumento de
preços do petróleo.
3-Recursos financeiros acumulando-se, o mundo em processo acelerado de endividamento
(não esquecer o papel dos “assassinos econômicos”), taxas de juros em ascensão, dívidas
públicas crescentes…. conduzem a mudanças no sistema de poder mundial. Formam-se os
grupos financeiros independentes do Estado (monopólios, trustes, cartéis, oligopólios, etc),
sua atividade amplia-se então para o palco da política. Quem tem o dinheiro quer o poder.
Isto é capitalismo !
4-A grande transformação ocorre então no centro do Império anglo-saxão : Reino Unido e
USA. Sobem ao poder de Estado os representantes do capital financeiro – Thacher e Reagan.
Os defensores da antiga política são relegados … O dólar não está mais vinculado ao ouro, foi
liberado por ato de Nixon (1973). A política monetária ficou então … ao sabor do mercado !
Seus instrumentos: taxa de juros e taxa de cambio. Determina-se por isto o abandono da
política fiscal em matéria de política econômica, política fiscal que era atributo do poder de
Estado. Passa a prevalecer taxa de juros /taxa de cambio. Que são determinadas, ou podem
ser, por movimentos de mercado , muito influenciados pela vontade, interesses, dos grandes
grupos financeiros – os fundos de pensão e os fundos institucionais ou fundos mútuos, entre
outros.
5-Esta foi a grande virada. De lá para cá, sofremos seus efeitos. E de sua palavra de ordem:
TINA. Mais consenso de Washington, impeachment de Collor, nova política PSDB-PT. Ou
democratas x republicanos… !
6-Pelo que se sabe agora, parece que o feitiço virou contra o feiticeiro. Pois o capital norte-
americano parece ter-se bandeado majoritariamente para as atividades financeiras, onde se
realizam grandes lucros com mais facilidade e em menor período de tempo. Time is Money !
Assim se permitiu que a produção industrial se deslocasse para outros locais, de custos
menores. Em principio tudo OK! Mais lucros…. mas até quando isto se sustenta?
7-Dando suporte a este processo – divida norte americana, sem limites ! A emissão de moeda
não é inflacionária lá, enquanto puderem exportar sua moeda para o resto do mundo. O Brasil
absorveu grandes quantidades de dólares com Meireles no BC. E esta foi a razão maior de
crescimento da dívida pública em reais. Isto que agora dizem ter chegado ao limite. Mas
muitos outros países se endividaram em dólares, para abrigar a moeda excedente dos USA.
Penso que o Japão é outro exemplo. Mas se sustenta e parou de crescer. Já são ricos. Nós

também paramos de crescer. E outros países. Reino Unido provavelmente. Necessário
ampliar a análise.
________

Amigos: um resumo rápido de meio século de capitalismo sob hegemonia norte-americana.
Um modelo diferente do inglês, como observou Celso Furtado. Uma outra etapa do
capitalismo mundial. Penso que é um resumo útil feito com o único objetivo : pensar nosso
futuro, qual a melhor estratégia tendo em vista o passado próximo, este que tentei resumir
acima.

 

*É Economista e Diretora do IBEP

Veja outras notícias
Artigo
Menu